Respirando arte pelas ruas de Florença

Devido ao segundo lockdown, os museus de Florença encontram-se fechados novamente. Mas para apreciar a arte e a história, não precisamos estar dentro dos corredores dos maiores museus do mundo. A capital da Toscana é conhecida por ser o berço do renascimento e literalmente um museu a céu aberto. Pensando nisso e na nossa nova normalidade, compartilho com vocês um pequeno tour pelas ruas de Florença, em seu centro histórico, onde você vai vivenciar momentos inesquecíveis e apreciar uma beleza indescritível, vamos nos inspirar?

ruas de Florença
Tour ao ar livre pelas ruas de Florença (Imagem: Luiza Vegini)

Começamos pela Piazza della SIgnoria, onde está localizada a prefeitura da cidade dentro do Palazzo Vecchio, o edifício mais característico da praça. Aqui você encontrará a fonte de Netuno, uma cópia do David de Michelangelo, Hércules e Caco, entre outras famosas esculturas.

Fonte de Netuno:

Construída em 1574 o projeto passou recentemente por um restauro financiado pela grife italiana Salvatore Ferragamo. É a primeira fonte pública de Florença e um símbolo importantíssimo para o berço renascentista. A estátua de mármore com a imagem de Netuno – deus romano dos mares – foi feita pelo escultor e arquiteto Bartolomeo Ammannati.

ruas de Florença
Fonte de Netuno (Imagem: Luiza Vegini)

David de Michelangelo:

A obra original está localizada no interior da Galleria dell’Academia de Florença, porém aqui conseguimos admirar uma cópia original. No passado, o David estava situado exatamente nessa localização, mas foi transferido para evitar a sua deterioração. São cinco metros de altura e cinco toneladas de mármore Carrara maciço, onde Michelangelo retrata a história bíblica.

ruas de Florença
Cópia do David de Michelangelo (Imagem: Luiza Vegini)

Hércules e Caco:

Uma escultura em mármore de Baccio Bandinelli, que mostra a força e a engenhosidade de Hércules derrotando o mal de Caco, um episódio narrado por Virgílio e outros poetas na saga dos Doze Trabalhos de Hércules.

É nessa praça que também está situada a Logia dei Lanzi, a abriga dentro dos seus clássicos pórticos diversas esculturas, entre elas, o Perseu com a cabeça da Medusa e o Rapto das Sabinas.

O Perseu segurando a cabeça da Medusa:

A escultura em bronze também é conhecida como o Perseu de Cellini, realizada pelo grande escultor e ourives Benvenuto Cellini entre 1545 e 1554 para a Loggia dei Lanzi. Colocada no alto de um pedestal, Perseu segura a cabeça da Medusa pelos cabelos e olha para baixo, em direção ao espectador.

ruas de Florença
Pelas ruas de Florença encontra-se o Perseu segurando a cabeça da Medusa (Imagem: Luiza Vegini)

Rapto das Sabinas:

Assinada pelo escultor francês Jean de Boulogne, conhecido na Itália como Giambologna, o Rapto das Sabinas foi esculpida em um único pedaço de mármore e é datada do ano de 1583. Com cerca de 4.10 metros de altura, a obra representa um homem jovem levantando uma mulher em seus braços, mas durante o ato, o homem é bloqueado por um homem mais velho que está entre as suas pernas. A escultura se caracteriza por um movimento circular, onde podemos ter a sensação de que a mulher é uma bailarina que rodopia no ar.  

ruas de Florença
Rapto das Sabinas (Imagem: Luiza Vegini)

Podemos seguir o passeio nas ruas de Florença pelo pátio da Galleria degli Uffizi e nos deparar com esculturas em homenagem a grandes nomes que fazem parte da história de Florença, como Michelangelo, Galileu Galilei, Dante Allighieri, entre outros.

ruas de Florença
Parte externa da Galleria degli Uffizi (Imagem: Luiza Vegini)

Chegamos na Ponte Vecchio, um dos maiores cartões postais da Itália e uma das mais antigas pontes da cidade. Datada de 1.345, a ponte sobre o Rio Arno é ocupada por joalherias e ouvires locais. Você sabia que, durante a segunda guerra mundial, ela foi a única entre as pontes de Florença que não foi destruída pelas tropas alemãs?

ruas de Florença
Ponte Vecchio (Imagem: Luiza Vegini)

Ruas de Florença com belas igrejas

Na capital da Toscana, são diversas as igrejas conhecidas por abrigarem belíssimas obras e pela riqueza nos detalhes de interiores, mas as suas fachadas também são dignas de admiração. Com características diferentes entre elas, separei três construções com uma arquitetura distinta e que chamam a atenção.

Basilica di San Lorenzo:

Conhecida como a igreja da família Medici e a mais antiga da cidade, a igreja de São Lourenço não teve a sua fachada terminada, o que traz uma característica diferente ao ser comparada com outras basílicas da cidade. Michelangelo foi encarregado de realizá-la, porém depois de fazer o modelo em madeira, foi chamado a Roma para trabalhar para o Papa e não terminou a obra que se mantém inacabada até hoje.

ruas de Florença
Fachada da Basílica de São Lourenço (Imagem: Sailko)

Basilica di Santo Spirito:

A segunda também é um projeto inacabado, mas com uma aparência minimalista. O projeto arquitetônico foi elaborado por Brunesleschi, que faleceu no meio da execução da obra, e como ele tinha mania de não dividir suas ideias com os outros, o que temos hoje é uma interpretação do que o gênio deveria ter projetado.

ruas de Florença
É possível apreciar a fachada da Basílica de Santo Spirito com um tour pelas ruas de Florença (Imagem: Luiza Vegini)

Basilica di Santa Croce:

Sua belíssima fachada em mármore Carrara representa um dos maiores expoentes do estilo gótico italiano. Em frente à basílica está a estátua de mármore do Grande Poeta, Dante Alighieri.

ruas de Florença
Fachada da Basílica de Santa Croce (Imagem: Luiza Vegini)

Pelas ruas de Florença, as obras ao ar livre e as incríveis fachadas são inúmeras. Procurei transmitir através de um post sintetizado um pouco da beleza e da história dessa cidade que me inspira tanto. Aproveite as dicas para a sua próxima viagem e organize já o seu tour ao ar livre, que tal?

O post Respirando arte pelas ruas de Florença apareceu primeiro em Archtrends Portobello Blog.

Carrinho

loader