Pisos e revestimentos sustentáveis: estilo, funcionalidade e consciência

Adquirir pisos e revestimentos produzidos a partir de técnicas sustentáveis é uma das principais tendências da construção civil. A busca por uma casa sustentável tornou-se frequente especialmente devido à pandemia do Coronavírus, que expôs a necessidade de uma relação mais harmoniosa com o meio ambiente.

Como construir uma casa sustentável

Antes de pensar em construir uma casa sustentável, é preciso compreender o conceito de sustentabilidade. Trata-se, basicamente, de gerar o mínimo de impacto possível ao meio ambiente. Uma maneira de garantir uma construção sustentável é apostar em tecnologias verdes. 

Também conhecidos como produtos sustentáveis, a tecnologia verde permite obter materiais a partir de processos ecologicamente corretos, que evitam, por exemplo, o uso de recursos hídricos em excesso. E o mais interessante é que estes materiais têm boa durabilidade e resistência.

A madeira de reflorestamento e o porcelanato de lastras são materiais sustentáveis e contribuem ainda para a decoração dos ambientes (Projeto: Portobello S.A.)

Materiais recicláveis e reutilizáveis, como a madeira de reflorestamento, que garante conforto térmico e acústico, também podem e devem ser utilizados na construção de uma casa sustentável.

Além disso, é fundamental investir em eficiência energética e na utilização de energia sustentável e renovável, como a energia solar ou eólica. Dentre as ações sustentáveis, vale apostar na economia de água, que deve ser uma meta desde o início do projeto.

Uma construção sustentável preza não apenas pela reutilização de água e pela diminuição de resíduos, mas também pela valorização da iluminação natural, com janelas e portas amplas. Isso permite o aproveitamento da luz do sol e a economia de energia.

A valorização da iluminação  natural, com portas e janelas amplas, é um dos fatores que compõem uma construção sustentável (Projeto: Anderson Assis)

Pisos e revestimentos sustentáveis

Escolher piso e revestimento produzido a partir de processos sustentáveis também é importante para garantir uma casa ecologicamente correta. Um exemplo disso é o piso porcelanato, que pode ser empregado como piso para cozinha, por exemplo.

Ao optar pelo piso ou revestimento de porcelanato, é possível reproduzir, conforme o modelo escolhido, diferentes materiais encontrados na natureza, como madeira, cimento, pedra e metal. Por isso, é uma alternativa inteligente, que evita o uso de recursos naturais.

O porcelanato para cozinha é uma opção sustentável e, ao mesmo tempo, funcional e estilosa (Projeto: Flavio Machado)

O porcelanato é também uma boa opção de piso para banheiro e garante uma produção menos agressiva ao meio ambiente, já que exige apenas a retirada superficial de matérias-primas.

Lastras

As lastras são superfícies contínuas, placas gigantes de porcelanato para revestimentos de pisos, paredes, mobiliários, cabeceiras, placas decorativas. Elas deixam os ambientes ainda mais aconchegantes e podem ser empregadas em diversos lugares, como sala, cozinhas, banheiros, quartos e fachadas.

As lastras são grandes placas de porcelanato e podem ser usadas em diversos cômodos, como salas, por exemplo (Projeto: Matheus Cunha)

Uma das vantagens do uso de lastras é o conforto térmico e acústico. Em termos de sustentabilidade, a extração deste material respeita o meio ambiente e sua produção reutiliza 99% da matéria-prima.

O processo de fabricação do material utiliza argila e rochas, com uma queima a mais de 1200 graus – este é o segredo da resistência e da durabilidade das lastras. Com extração sustentável, vale lembrar que o processo faz uma gestão inteligente de resíduos, garantindo também o reaproveitamento de água.

Outro ponto que merece destaque é que as lastras permitem economizar no rejunte, uma vez que as peças possuem poucas linhas. Além disso, garantem um visual contínuo e minimalista, facilitando também a limpeza e a manutenção do revestimento ou piso.

As lastras conferem um visual contínuo, ideal para um estilo mais minimalista ou clean (Projeto: Portobello S.A.)

Ainda como revestimento para paredes externas, é possível obter as chamadas “fachadas ventiladas”, que garantem uma economia de até 20% de energia elétrica para a sua casa.

Isso porque as fachadas ventiladas são conhecidas por amenizar a passagem de calor no verão e reter o calor no inverno. Dessa forma, elas mantêm o ambiente sempre confortável e com temperatura agradável, diminuindo a necessidade de ar-condicionado ou aquecedor e poupando energia elétrica.

Quer saber mais sobre como ter uma casa sustentável? Confira as dicas do Archtrends em parceria com a Leroy Merlin e aproveite para ver outros posts sobre o assunto!

O post Pisos e revestimentos sustentáveis: estilo, funcionalidade e consciência apareceu primeiro em Archtrends Portobello Blog.

Carrinho

loader