Moveis usados: 6 dicas para não errar na hora da escolha + 21 ambientes decorados

Com as dicas certas para comprar móveis usados, é possível renovar a casa, economizar uma grana e ainda ajudar o meio ambiente.

moveis_usados_main

Você sabia que, no Brasil e no mundo, toneladas de móveis vão parar no lixo – muitos ainda em excelente estado? Somente em 2009, os Estados Unidos jogou fora quase 10 milhões de toneladas!

O baixo custo e o consumismo desenfreado nos levam a sempre buscar itens novos, mesmo antes que aqueles que já possuímos tenham sido utilizados ao máximo. Por isso, comprar móveis usados é um considerado uma prática de grandes benefícios tanto para o consumidor quanto para o meio ambiente. Menos móveis igual a menos lixo!

Em 2020, a Mobly inaugurou a plataforma Mobly Usados, voltada somente à compra e venda de móveis e decoração de segunda mão. Essa foi uma das maneiras que a empresa encontrou para contribuir para um menor desperdício de materiais.

Aqui, nós te contamos 6 dicas que podem te ajudar a escolher o móvel certo para você – especialmente se ele for usado!

Ah, todos os itens em destaque nessa publicação são novos retirados do site da Mobly, mas não deixe de visitar o Mobly Usados para conhecer a nossa coleção de segunda-mão.

Leia também: Decoração Acessível para Montar a República

  1. Segure a ansiedade

Existem itens que realmente atacam o nosso coração de um jeito que parece que precisamos tê-los em casa naquele momento. Mas vá com calma. Antes de comprar algo que você possa se arrepender, certifique-se de conversar e tirar dúvidas com vendedor.

É importante que você seja informado caso haja algum dano ao item; e, se houver, você precisa saber se é possível ser consertado e qual é o custo desse trabalho de reparo. Informe-se também quanto a odores que podem estar impregnados na peça, especialmente se o antigo dono for fumante ou for o tutor de pets.

Leia também: 7 dicas para manter a paz interior e controlar a ansiedade em casa

moveis_usados_ansiedade_3

moveis_usados_ansiedade_4

moveis_usados_ansiedade

  1. Nem tudo pode ser usado

Sim, eu recomendo e assino embaixo para que você compre alguns itens de segunda para a sua casa, mas não se empolgue demais. Peças como colchões, almofadas e travesseiros podem carregar germes e bactérias, especialmente quando você desconhece a procedência da peça.

Tenha atenção também a peças para quartos infantis. Por que será que aquele item está a venda? Ele é seguro? Ele foi quebrado e consertado novamente? Nada disso necessariamente é um problema para um adulto, mas não é o tipo de risco que você quer que seus filhos corram. Se for adquirir um desses, certifique-se duas vezes da qualidade.

Leia também: Estilo Folk: Demos R$2 mil para um designer de interiores. Veja o que ele comprou.

moveis_usados_ansiedade_2

moveis_usados_nem_tudo_2

moveis_usados_nem_tudo_3

moveis_usados_nem_tudo_4

moveis_usados_nem_tudo

  1. Pense grande

Algumas peças, ainda que não te interessem a principio, podem ter sido feitas a partir de materiais de excelente qualidade. Então, antes de dizer não, pense no potencial que aquilo pode ter na sua casa.

Talvez, tudo que a peça necessita é de uma boa reforma – ou menos, às vezes uma lixa e uma dose de verniz resolvem o caso. Pense também no que mais pode ser feito a partir daquela matéria prima. Quem sabe uma mesa não pode se tornar a prateleira que você procurava.

moveis_usados_pense_grande_2

moveis_usados_pense_grande_3

moveis_usados_pense_grande_4

moveis_usados_pense_grande

  1. Material bom, móvel bom

Se puder, se atente ao tipo de madeira que foi utilizado no móvel que você quer comprar. Carvalho, por exemplo, é um tipo de madeira famoso por fazer móveis bastante resistentes; outros tipos de madeira, apesar de ofertar boa qualidade, não podem suportar excesso de peso por muito tempo – algo indesejável para um móvel de segunda-mão.

O mesmo pode se dizer de móveis de metal – eles duram muito! Por isso, se encontrar um item de metal que você goste, invista. Mesmo que haja algumas manchas de ferrugem, fazer a restauração do item vai valer a pena.

Leia também: Decoração 2020: Top 10 tendências que bombaram este ano

moveis_usados_material_bom_2

moveis_usados_material_bom_3

moveis_usados_material_bom

  1. Cuidado com a água

Dar novo propósito às peças é uma tendência super bacana quando falamos em móveis usados. Mas tome cuidado com peças que você quiser trazer para seu banheiro. Vamos imaginar uma cômoda antiga em excelente estado. Seu dono quer fazer uma reforma na peça para transformá-la em um armário de banheiro com pia embutida. Excelente ideia! Mas sem o acabamento certo a prova d’água, um item tão valioso pode acabar no lixo. O mesmo vale para peças que serão reaproveitadas para áreas externas.

Leia também: Decoração 2021: 6 apostas de tendências

 moveis_usados_água_2

 moveis_usados_água

  1. Vai levar para casa?

Outro ponto importante é o transporte. Certifique-se que você tenha um carro adequado para fazer o translado do item que você se apaixonou. Ou melhor ainda, procure lojas de segunda-mão que ofereçam o serviço de entrega diretamente na sua casa.

No Mobly Usados, essa é uma dor de cabeça a menos para você! Você cuida da sua compra e venda, e a Mobly se encarrega de fazer a coleta e a entrega no seu item.

moveis_usados_levar_para_casa_2

moveis_usados_levar_para_casa_3

moveis_usados_levar_para_casa

Comprar produtos usados além de ser melhor para o ambiente é uma excelente maneira de economizar uns trocados. Então aproveite muito bem essas dicas e diga para nós, qual é o seu segredo na hora de comprar móveis usados.

Ah, e  ainda – Fabianno Oliveira ensina a gente a ter uma sala de estar bem hipister!

Até a próxima!

The post Moveis usados: 6 dicas para não errar na hora da escolha + 21 ambientes decorados appeared first on Blog da Mobly.

Carrinho

loader