Casa de 104 m² traz soluções criativas e cheias de personalidade

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

Uma casa descontraída, sofisticada e que transmitisse a personalidade dos moradores: essas foram as principais características captadas pela arquiteta Cristiane Schiavoni, quando recebeu em mãos o desafio deste projeto de 104 m². “Conheço o pai do morador desde quando ele tinha 12 anos. Com isso, confesso que avançamos uma etapa nesse processo de identificar suas vontades. Ele e a esposa adoram a casa cheia de amigos! Por isso, senti que meu trabalho era uma arquitetura de interiores com uma atmosfera jovem, alegre, prática e sempre pronta para receber”, explica a profissional.

Área Social industrial

 

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

A sala de estar já foge do tradicional: uma estrutura de marcenaria acompanhada de futons e almofadas ocupa o lugar do sofá. O restante da decoração segue o estilo industrial, com acabamentos em cimento queimado e iluminação por trilhos no teto. É o local perfeito para todos os momentos: o casal pode assistir TV deitados, descansar e deixar seus convidados ainda mais à vontade.

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

“Com essa solução, o espaço, que comportaria um sofá para, no máximo, três pessoas, passou a acomodar mais gente. Além disso, a marcenaria da base nos proporcionou a vantagem de dispor de um grande baú para guardar objetos pessoais da casa”, conta a profissional. Assim, os nichos no chão ganharam um LED discreto para evidenciar a decoração.

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

Abaixo da escada, que leva ao segundo andar do projeto, a arquiteta utilizou a área disponível para a inserção de um armário multiuso e o bar, que ficou ainda mais elegante com a luz de LED instalada.

Cozinha

 

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

A cozinha do casal igualmente merece destaque. Com o objetivo ampliar a iluminação do ambiente, que foi integrado à área do quintal, a arquiteta apresentou uma solução que foi prontamente aceita: a instalação de um teto retrátil de vidro e comandado facilmente por um controle remoto. “Eu não queria perder a iluminação natural, que deixou a cozinha ainda mais especial. Usei os recursos a favor”, conta.

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

Na marcenaria, a aposta foi pela cor branca nos armários superiores e na parte que envolve o forno e o micro-ondas. Na inferior, o efeito rústico amadeirado, também encontrado na sala de jantar, ganha o espaço com o objetivo de trazer sofisticação de forma descontraída ao ambiente. Ao lado do cooktop por indução, foi inserida uma chapeira para a preparação de lanches. A escolha, que revela muito a essência do casal, foi selecionada no lugar de uma tradicional churrasqueira.

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

Acompanhando o espaço, na sala de jantar, que também está integrada ao ambiente da cozinha, a madeira e a serralheria preta fazem uma combinação perfeita no móvel. O elemento rústico foi utilizado para evidenciar a mesa de jantar com a tora de madeira sustentada por uma estrutura metálica. Armários assimétricos e de diferentes tamanhos comportam as louças e os nichos que expõem os eletrodomésticos e itens decorativos.

Lavanderia prática e discreta

 

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

No fundo da cozinha, outra resposta criativa veio na lavanderia. Para o espaço discreto, que pode até passar despercebido em um primeiro olhar, a profissional concentrou a área de serviço como uma espécie de armário que, quando aberto, dispõe de toda estrutura. Na parte interna, a marcenaria conduziu com os nichos para a disposição dos produtos de limpeza, o nicho aéreo que deixa tudo à mão e bem próximo ao tanque e da lava e seca, além de um pequeno espaço para manusear as roupas e um cesto com as peças sujas.

Lavabo colorido

 

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

O lavabo foi o ambiente escolhido para ousar nas cores. Evidenciando um mix de tons mais fortes, o verde oliva foi eleito para a pintura de meia parede. Além disso, a arquiteta investiu no revestimento cerâmico na cor preta, os metais escuros, incluindo o sifão do pequeno lavatório e o piso de ladrilho hidráulico da Adamá. “Costumo dizer que o lavabo é o ambiente da casa que podemos ‘ousar’ um pouco mais. Isso não significa exageros, mas sim adicionar elementos diferentes do décor aplicado no projeto como um todo, mas com muita cautela”, sugere a arquiteta.

Área íntima

 

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

Subindo as escadas, conhecemos o dormitório do casal. Nele, os móveis laterais suspensos acompanham a mesma estética da cabeceira de madeira horizontalizada que percorreu toda a parede no tom azul marinho. Além disso, os interruptores e tomadas foram instalados próximos, evitando que os clientes precisem se levantar para apagar as luzes ou carregas equipamentos eletrônicos.

<span class=”hidden”>–</span>Carlos Piratininga/Casa.com.br

No quarto também é localizado o banheiro pessoal do casal. Nele, a pequena área disponível na bancada é compensada pelo grande espaço disponível no móvel suspenso e na peça com espelho instalada na parte superior. “No banheiro, mesclamos o branco e preto com o revestimento subway tiles, uma paixão que segue em alta no décor. No contraponto, escolhi o porcelanato de madeira para o piso”, finaliza a profissional.

Carrinho

loader